Apontamento de domínio do Registro.br para servidor VPS

Aponte o domínio do Registro.br para o IP do servidor VPS Linux ou Windows


O momento de contratar um servidor se dá na necessidade de profissionalizar um site, blog ou acesso remoto de documentos, programas e mídias.

Neste tutorial será explicado nos detalhes as nuances do processo de apontamento de um domínio para um IP de servidor VPS.

Extensões de domínios
Extensões de domínios


Vamos começar do começo. Se conhecer VPS e domínio, pule para Apontar o domínio do Registro.br para o servidor VPS.


O que é servidor VPS?

VPS é sigla de Virtual Private Server ou Servidor Privado Virtual. É um serviço de hospedagem pago mensalmente e consiste num computador potente que pode ser acessado de qualquer lugar, desde que tenha acesso à internet, através de PC, notebook ou smartphone. Esse computador potente é chamado de servidor.

E por que contratar um servidor? Tudo vai depender do que precisa ser feito. Como dito, é para uso profissional. O VPS é um servidor físico dividido virtualmente em diferentes contas e cada conta é acessada por diferentes clientes. Um cliente não acessa a conta do outro porque tem usuário e senha.

Não entendeu? Imagine uma família em 2005 que dividiam o único computador da casa em diferentes contas de usuário. Pai, mãe, filho e filha, cada um tinha o seu usuário e senha. Mesmo sendo o mesmo computador, processador, memória RAM e HD, todos acessavam Windows XP, mas cada um tinha virtualmente o seu próprio espaço porque o sistema operacional dividia em pastas protegidas por criptografia. Assim é o VPS.

Os planos de um VPS são divididos em quantidade de núcleos de processador, memória RAM e espaço do HD. Veja 3 planos reais ofertados por um provedor de hospedagem no quadro abaixo:

 Plano VPS 1
 Plano VPS 2
 Plano VPS 3
1Gb RAM2Gb RAM3Gb RAM
50Gb SSD70Gb SSD120Gb
1 vCPU*2 vCPU4 vCPU

 *Núcleo virtual de processador e o número é a quantidade ofertada


Obviamente, quanto mais recursos, mais caro será a mensalidade do plano. E a escolha pode ser com Linux ou Windows. Se Windows, terá acréscimo no valor por corresponder à licença de uso que o provedor fará para a Microsoft.

Se Linux, na maioria dos casos, não há valores extras a serem pagos se as distribuições escolhidas forem Ubuntu, CentOS, Debian, Fedora e outros. A exceção é Red Hat que é usado por profissionais bastante experientes.


Afinal, o que é VPS na prática?

Para contratar o VPS, é recomendado ter um pouco de experiência. Se não tiver, não é um problema, mas terá de se dedicar alguns dias para entender como funciona e buscar tutorias na internet para instalar programas, é como se fosse um equipamento recém formatado que precisa dos aplicativos básicos. Mas o VPS não é um uso doméstico, ele suportará programas e aplicações web. Muitas vezes será na tentativa e erro para o inexperiente.

Depois de pagar a mensalidade no boleto ou cartão de crédito, o provedor fornecerá o login e senha. Ao entrar no servidor pela primeira vez, terá um sistema operacional bastante cru e as instalações deverão ser feitas pelo próprio cliente.

Que tipos de instalações? Apache, PHP, banco de dados como MariaDB e MySQL, plataformas como WordPress e assim por diante. Se Linux ou Windows, pode ter de usar o VPS através de linhas de comando, da mesma forma que é comentado aqui sobre o terminal do Linux. Se prefere o uso através de janelas, pode usar o CPanel para ambos os sistemas operacionais e será por ele que gerenciará todo o servidor.

A escolha do VPS parece assustadora, porém, ela será uma rica fonte de aprendizagem e vale considerar quanto tempo tem ou deseja investir no aprendizado de modo a não atrapalhar o lançamento do projeto.

Outra alternativa é contratar um profissional e terceirizar as configurações.


Curiosidade 1 sobre o VPS

A contratação de um servidor VPS pode ser bastante barato em algum projeto próprio porque pode poupar a compra de um novo note ou PC. Pense assim, se tiver uma máquina bastante antiga em sua casa, ao invés de comprar uma nova, pode contratar o servidor VPS por 1 ano e usar os recursos temporariamente se o projeto tiver curta vida útil.

Neste mês de janeiro de 2022, há planos mensais básicos de 17,99. Se minerar bastante na internet, pode encontrar um notebook novo e de configurações básicas por 2.000,00. Se dividir os 2.000,00 por 17,99, precisará de um pouco mais de 111 meses de mensalidade para atingir o valor de compra.

Entenda que é apenas uma curiosidade, porque se a necessidade de uso de uma nova máquina for de 1 ano apenas, logo, no final da empreitada, o gasto terá sido de 215,88 o que equivale a 10,79% da aquisição.


Curiosidade 2 sobre o VPS

Os provedores de hospedagem, empresas que vendem o serviço VPS, não permitem a contratação do serviço para lives de jogos eletrônicos porque consome bastante recursos. Se identificarem que a contratação foi para esta finalidade, a empresa pode bloquear a conta.

E por que disso? Porque consome muitos recursos do servidor e a empresa oferecerá outros planos que são mais caros.


Domínio

O domínio é o nome que se dá para os diferentes endereços de sites e blogs da internet. 

Ao se deslocar a um endereço de uma cidade qualquer, pede-se as coordenadas geográficas? Não, porque é conjunto de número difícil de se memorizar em pouco tempo para a mairia das pessoas. Nós seres humanos não pedimos as coordenadas porque o cérebro guarda mais facilmente a informação em texto do que em números. E assim é o mesmo com o site.

Como as pessoas moram em endereços fixos, é mais fácil de serem encontradas. Já os nômades, como receberão da transportadora uma encomenda comprada na internet? Essa é a mesma lógica com os domínios. Na realidade, os endereços dos sites e blogs são números fixos porque precisam ser exatamente sempre os mesmos para serem encontrados. Cada dispositivo tem o seu próprio número como se fosse um CPF: computador, notebook e smartphones conectados em rede terão seus CPFs únicos e são úteis para identificação e localização.

Esses CPFs são os IPs e IP é Internet Protocol, em tupiniquim: Protocolo da Internet. O IP codifica o dispositivo, a rede e os roteadores da rede, por isso, às vezes, é possível identificar crimes cibernéticos. Não é diferente ao se dar calotes e o número de CPF for negativado no SPC e SERASA. A diferença é que o "calote virtual", ou seja, uma invasão, é crime e motivo de multa e prisão.

E o domínio entra na parada porque é mais fácil encontrar um site através da sua verbalização: www.site.com.br. Assim como foi o exemplo do endereço ou uso das coordenadas geográficas explicado acima. Algumas vezes, pode-se notar que os IPs mudam. Estes são os IPs dinâmicos. Se é fixo, então, é o IP fixo.

Depois de contratar o servidor VPS, a equipe comercial enviará no email o login e senha para acesso do mesmo. Depois de logar, na página inicial estará disponível uma sequência de números, é fácil identificar.

Se o IP é o mesmo, sites com IPs dinâmicos não serão encontrados na internet conforme mudam? A lógica parece ser assertiva, mas não é assim. No Google, por exemplo, há um IP fixo e cria para os demais dispositivos os IPs dinâmicos através do DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol): protocolo de configuração dinâmica do hospedeiro. 

Exemplo. Um computador qualquer foi configurado para usar IP dinâmico e ao conectar na rede, a placa de rede fará uma requisição de um "IP novo". Essa requisição (Ethernet) será enviada para o servidor DHCP e este programa criará o novo endereço de IP. O computador, ao receber o "novo IP" no programa instalado nele, chamado cliente DHCP, fará uma atribuição e terá o IP diâmico. O servidor DHCP pode estar tanto no próprio computador quanto no roteador ou no provedor de internet. Este mesmo computador terá 2 IPs diferentes: 1 para a rede local e 1 para a internet.

Assim com o servidor VPS, o domínio é pago, mas anualmente, e deixar de pagar, outra pessoa pode adquirir o domíno. E só pode comprar um domínio que não seja usado. Acesse o Registro.br e faça a busca de um domínio disponível.

Abaixo foi feita uma consulta do domínio www.exemplo.com.br e ele já foi registrado no nome de uma pessoa física ou jurídica. Deste modo, este domínio não pode ser comprado.

Domínio www.exemplo.com.br não disponível
Domínio www.exemplo.com.br não disponível


Apontar o domínio do Registro.br para o servidor VPS

Deixe as configurações padrão do servidor. Não mexa. Copie apenas o IP do servidor VPS usado para acessar remotamente. Este IP é fixo, não irá mudar e por isso não terá erro no apontamento.

As entradas serão feitas no Registro.br e é essencial que já tenha o domínio adquirido. Este tutorial poderá ser usado como referência em outras empresas registradoras de domínio. No Registro.br, faça o login, clique em cima do domínio a ser apontado e vá em Configurar Zona e faça a entrada.  

Atenção! A confiuração de zona se estiver no servidor DNS do Registro.br. Pelo contrário, terá de fazer as entradas no site da empresa gerenciadora.

Configurar zona DNS no Registro.br
Configurar zona DNS no Registro.br

 

Clique em Nova Entrada e digite o domínio sem www, selecione o tipo A e digite o IP do servidor. Faça uma nova entrada e agora digite o domínio com o www. Idem para A e IP. Ficará como abaixo:

Fazer apontamento do domínio no Registro.br
Fazer apontamento do domínio no Registro.br


Mas o que é esse A

O A vem de address e traduzido é morada ou endereço. É um código que enlaça o IP físico do servidor com o domínio para facilitar o que já foi dito acima sobre DNS: acessar um site digitando um texto do que grupos de números.

Mas há outra forma bastante difundida na internet que usa a primeira entrada com A como explicado acima, contudo, a segunda entrada é CNAME. O C na frente do NAME é inglês canonical ou canônico. Em geral, canônico signfica que se segue um dogma, ou melhor, um conjunto de regras estabelecidas. Na internet e de forma bem simples, algo canônico é algo único. E na edição do DNS seguiu a mesma lógica para o domínio. NAME é nome.

A sua primeira entrada será com www, tipo A e o mesmo IP. A segunda será sem o www, tipo CNAME e em Nome do Servidor ficará o domínio com www.

Pronto! Aguarde 48h para as configurações serem propagadas na rede mundial de computadores e posteriormente confira o êxito no DNS Cheker. De imediato, nem todas as cidades reconhecerão o apontamento.

O apontamento será para a página inicial: www.exemplo.com.br. Ao navegar nas páginas, pode se deparar com o domínio em uso do servidor: exemplo.vps-empresa-contratada.net/contato. Não é erro, é configuração. Edite o HTTP_SERVER e HTTPS_SERVER do sistema de gestão de conteúdo instalado no servidor e altere para o domínio correspondente.

Este é um blog da Info Usado que divulga informações e conhecimento sobre informática. A Info Usado comercializa peças usadas para informática


Márcio Baldo

Comentários